verso e prosa

.

Tu me inspiras,

me iluminas,

és farol na tempestade,

do meu rumo és timoneira

com soberba majestade.


Tu me enlevas,

tu me encantas,

tens sorriso despojado,

a fala sem restrições,

e o corpo insinuado.


Tu te arrumas

tu te enfeitas

te tornas tão feminina

(de vestido, como eu gosto),

mais mulher do que menina.


Tu te calas,

te entristeces

com os dissabores da vida;

ainda assim tu consegues

ser graciosa, querida.


Tu és verso,

eu sou prosa,

às vezes em ti me sublimo

a fim de com leveza e rima

viver mais, pra este mimo.

Anúncios

7 Respostas to “verso e prosa”

  1. Tayanne Says:

    Você é realmente um POETA.
    Lindo poema!!!
    Parabéns!!!

  2. Karinne Says:

    Huahuahua… Perfeito!

  3. Anderson Says:

    Você realmente tem mais um talento. Parabéns, ficou excelente.

  4. Gostei muito.
    Curiosidade de quem não sabe fazer poema: a criatividade se origina ao se pensar em alguém?
    É tao romântico! Como se cria algo desse tipo sem se estar apaixonado?
    Bj.

    • osvaldo marques Says:

      Caríssima amiga e companheira dos tempos idos,
      como você sabe, sou um eterno apaixonado pela vida.
      Não por ela em si, mas pelas oportunidades constantes
      que me proporciona para o aprendizado a que somos submetidos.
      Um beijo amigo.

  5. Maria José Says:

    Lindo. Qualquer ser humano que tem alma ficará relaxado lendo este poema. Afinal, é relaxante!

  6. Maria Olivia Gonçalves Says:

    Lindo! Sou eternamente apaixonada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: