lamento

.

Onde estás agora, musa divina

Que tanto me inspiraste outrora

Agora é saudade e minh’alma chora

Tua ausência, perda que desatina

.

Te recordo a alegria marcada na face

Sorriso pungente que assim, sem disfarce

Fugiu-me do alcance como a semente

Caída no solo pra nascer pra outra gente

.

Lembrança dorida a fustigar sentimentos

Dores secretas que ninguém conhece

Quiçá um serafim através de uma prece

.

Que me acaricia, sublimes alentos

Que tenta em vão serenar minha dor

De ver soçobrado esse ameno amor

7 Respostas to “lamento”

  1. Marcia Says:

    Lindo poema …..Ah! se todo poeta soubesse amar…..

  2. Nice Says:

    Belo poema. O que sentes quando escreves? Curiosidade. Bjs

  3. Lindo demais Osvaldo….Você é o poeta do amor !!!!

  4. jilberto Says:

    Parabéns pelo lindo soneto. Um abraço.

  5. karinne Says:

    Lindo, Lindo, lindo…

  6. Jaqueline Robespierre Says:

    Amigo Osvaldo, lindo o seu poema! Cantar a saudade também é uma forma de exaltar a beleza do amor que um dia desabrochou. Mas tudo tem seu tempo e o tempo da sua musa brilhar chegou. Sua musa cresceu, saiu do casulo, transformou-se, virou falena e voou em busca de outras flores, em outros jardins. Ela foi propagar tudo o que de bom aprendeu com você.

  7. eloenidallazem Says:

    Querido Osvaldo!!! Que bom se todos os homens tivessem essa sua sensibilidade!!!! Mesmo que não tivessem o seu dom, certamente o mundo seria muito melhor e as mulherem bem mais felizes!
    Parabéns!!!! Muito lindo seu poema!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: