entrega


Tem calma.

Para que atirar-se ao hálito morno e sensual,

se podes esperar

que ele te venha gélido e podre?

Se podes fazer gozar

todo o masoquismo do teu espírito?

Não corre.

Assenta-te, estúpido.

Sê o parasita que se locomove lentamente.

Aguarda o momento, paciente, de te ceifarem aquilo

a que te prendes.

Contenta-te em saber que até lá

estarás a salvo.

(22.10.73)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: