anjo

.

Eu te amei, mas eu não podia

Eras longe dos meus sentidos

Eu te quis, mas eu não te via

Pra dizer dos afetos perdidos

 

Eu sonhei com teu corpo febril

Noites em que estive aturdido

Sonho que de outrora pueril 

Devaneio já esmorecido

 

Pensei ter perdido, a sonhar

O amor que esperei pra essa vida

E agora tu surges do nada

 

Brilhando em minha vida apagada

Mostrando que a vida é comprida

Pelo amor sempre vale esperar

5 Respostas to “anjo”

  1. Antonio Constantino de brito Maia Says:

    Sempre muito legal teus poemas, cara!!! Valeu de novo. Abração, Constantino.

  2. Maria Inês Pacheco Freeland Says:

    Vadinho,
    Muito lindo!
    Realmente seu anjo apareceu, né??
    com carinho e saudade
    Inês

  3. Parabéns, Osvaldo. Um abraço.

  4. Madalena Tsubaça kakuda Says:

    Osvaldo… sempre nosso anjo, poeta e especial

  5. Myriam Alice Sisson Magnelli Says:

    LINDO!!!! sem mais palavras…
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: