amar…

.

…é se deixar levar pela correnteza do riacho

sem notar a corredeira que se aproxima,

nem a cascata que espreita mais abaixo…

.

…é andar na chuva com os olhos voltados para cima

sorrindo, sentindo os pingos salpicando o rosto,

pisar nas poças displicentemente, e rir com gosto…

.

…é sentir o peito apertando e gostar disso,

ignorar tudo e todos, menos o objeto amado

e para esse dar uma atenção com muito viço…

.

…é pedir a Deus que o mundo pare um instante

e que o perdoe por se dedicar inteiro ao amante

e, em sendo amado, olvidar de um dia desprezado…

.

…é vestir a roupa do avesso e achar normal

(afinal, roupa é roupa, é tudo igual),

e ser verdadeiro na conduta, sem constrangimento…

.

…é caminhar sem pressa, andar sem destino,

deixar que o amanhã aconteça, pois, como menino,

urge viver a qualquer preço malfadado sentimento…

5 Respostas to “amar…”

  1. Que posso eu dizer diante de palavras tão suaves e que traduzem tão bem esse sentimento maravilhoso que é o amor? Parabéns, poeta! Esse poema é maravilhoso e sei que ninguém discordará de mim.

  2. Tayanne Says:

    Muito lindo!!
    Parabéns!!!

  3. jilberto Says:

    Lindo!
    Amar… é de tirar o fôlego!

  4. Marcio Zardo Says:

    O poema é lindo !!
    Incrível tua habilidade de versejar !!!
    PARABÉNS !!!

  5. Eloeni Dallazem Says:

    Quem não sentiu tudo isso que vc descreveu, simplesmente não amou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: